O crescimento económico de Moçambique deverá acelerar nos próximo cinco anos, graças à exploração de gás natural, disse na quarta-feira Salim Valá, Presidente da Bolsa de Valores do país africano.

“Os recursos gerados pela exploração de gás natural vão ser importantes para fortalecer e diversificar a nossa economia”, disse o regulador, à margem da cerimónia de tomada de posse do Presidente moçambicano, Filipe Nyusi.

Moçambique tem condições para criar uma economia diversificada, onde o gás natural terá um papel importante, uma vez que pode ser transformado internamente para o fornecimento de energia a outras indústrias, sublinhou Salim Valá.

Segundo a Xinhua, o responsável defendeu que o plano do Governo para criar 3 milhões de novos empregos nos próximo cinco anos é realista, mesmo comparado com a anterior meta, 1,5 milhões de postos de trabalho.

O Fundo Monetário Internacional prevê que, após crescer 2,1 por cento no ano passado, a economia moçambicana aumente 5,5 por cento este ano, refere a agência noticiosa estatal chinesa.