Uma fábrica vai começar a ser construída ainda este ano em São Paulo para produzir uma vacina de origem chinesa contra o novo tipo de coronavírus responsável pela Covid-19, avançou o Governador daquele estado brasileiro, João Doria.

O governante disse à Xinhua na semana passada que a nova fábrica pretende duplicar a capacidade de produção da vacina CoronaVac no Brasil, desenvolvida pelo laboratório chinês Sinovac Biotech.

A construção da fábrica será financiada por doações de empresas locais e multinacionais radicadas no Brasil, que já reuniram 96 milhões de reais (US$17,2 milhões) para um fundo contra a Covid-19, acrescentou João Doria.

A nova unidade será equipada por um fornecedor chinês e deverá estar pronta a iniciar operação em quatro meses, disse o Governador à agência noticiosa estatal chinesa.

A fábrica poderá produzir não apenas a CoronaVac mas também outras vacinas, para abastecer o Brasil e outros países da América Latina, acrescentou o Governador do Estado de São Paulo.