Wang Xiaojin, empresário chinês radicado em Moçambique, está em negociações com outros empreendedores chineses para lançar uma plataforma que ajude jovens empresários chineses em mais de 50 países africanos a vender marisco e carne africana para a China.

Segundo a China News Service (CNS), o empresário acredita que os consumidores chineses poderão em breve comprar marisco e carne de vaca e de carneiro de elevada qualidade, vindos de África, a preços mais razoáveis.

Wang Xiaojin está ainda a trabalhar com as autoridades moçambicanas e com empresas pesqueiras da sua terra natal, na província de Fujian, no sudeste da China, para lançar um projecto bilateral de cooperação em aquacultura.

O empresário, que produz e vende artigos de plástico em Moçambique, revelou que pretende direccionar os seus negócios para áreas com maior potencial de crescimento no país africano, como o marisco e a pecuária, refere a agência noticiosa estatal chinesa.