Um novo satélite espacial de observação terrestre desenvolvido em conjunto pela China e pelo Brasil será lançado para o espaço em Dezembro de 2018, anunciou esta semana o Ministério brasileiro da Ciência, Tecnologia e Inovação.

O CBERS-4A será o sexto satélite a ser desenvolvido ao abrigo do programa Satélite Sino-Brasileiro de Recursos Terrestres (CBERS, na sigla inglesa). O quinto tem lançamento previsto para 2016.

Em comunicado, o Ministério brasileiro explicou que uma equipa composta por peritos dos dois países analisou o projecto para o satélite CBERS-4A e concluiu que o mesmo estava em condições de passar à fase seguinte, ligada à produção de modelos de voo.

De acordo com a mesma nota, o satélite CBERS-4A levará a bordo três câmaras, uma desenvolvida pela China e as outras duas pelo Brasil.

O Instituto Nacional de Pesquisa Nacional do Brasil – sob a tutela do Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovação – afirmou que o CBERS-4A permitirá ao país sul-americano continuar a disponibilizar de imagens para monitorizar casos de desflorestação, catástrofes naturais e expansão de zonas agrícolas e urbanas.

Desde 1999, a China e o Brasil já colocaram em órbita, em conjunto, quatro satélites, na sequência de um acordo de cooperação assinado pelos dois países em 1988, de acordo com a agência oficial chinesa de notícias Xinhua.

 

Share This