A Ministra das Pescas da Guiné-Bissau, Maria Adiatú Djaló Nandigna, anunciou a assinatura de um acordo com uma empresa chinesa para fornecer pescado de qualidade de forma estável ao país africano.

Segundo a Agência de Notícias da Guiné (ANG), a governante explicou que o acordo com a firma chinesa – cujo nome a notícia não revela – se deve ao facto do país africano não possuir uma frota pesqueira.

A Ministra falava na sexta-feira, durante uma visita às cidades de Bafatá e Gabú, cujos mercados locais receberam o primeiro carregamento de pescado fornecido pela empresa chinesa, refere a agência noticiosa estatal guineense.

Maria Adiatú Djaló Nandigna disse que as autoridades têm a responsabilidade de garantir um fornecimento adequado de produtos alimentares à população da Guiné-Bissau, que tem o peixe como prato do dia-a-dia.

“Se a população não tiver peixe ao seu alcance, isso significa que o Governo não está a cumprir com o seu dever”, frisou a Ministra.