Notícias

“Fórum China-Brasil: intercâmbios e aprendizagens mútuas” discute novo capítulo na cooperação sino-brasileira

O Centro das Américas do Grupo de Comunicações Internacionais da China e a Fundação Getúlio Vargas do Rio de Janeiro realizaram o “Fórum China-Brasil: intercâmbios e aprendizagens mútuas” via videoconferência. O tema é “Compartilhar experiência da governança e criar um novo capítulo de cooperação sino-brasileira”.

O ex-ministro das Relações Exteriores do Brasil, Aloysio Nunes, argumentou que a cooperação entre os dois países ainda se funda na área comercial e sugeriu novas áreas que poderão ser exploradas em conjunto. Por exemplo, a sustentabilidade e as acções de descarbonização desenvolvidas pela China também podem receber cooperações brasileiras.

O embaixador do Brasil na China, Marcos Bezerra Abbott Galvão, apontou que o Brasil precisa do investimento de empresas chinesas, pois o investimento chinês tem contribuído grandemente para o progresso científico e tecnológico, o crescimento económico e o desenvolvimento do país, ajudando o Brasil a modernizar-se continuamente. Ele destacou ainda que na área do desenvolvimento sustentável, existe grande espaço para a cooperação entre as duas partes.

(Fonte: China Hoje)