Notícias

Cadeia de restaurantes portugueses aposta em Guangdong

Uma parceria entre um gestor portuense, um ‘chef’ lisboeta e um empresário turco pretende criar uma cadeia de restaurantes portugueses na província chinesa de Guangdong, de acordo com a agência portuguesa de notícias Lusa.

“Guangdong é a melhor província para fazer negócios: há dinheiro, há cultura de consumo e as pessoas têm a mente mais aberta do que em outras partes da China”, referiu Dário Silva, empresário português radicado na China há 10 anos, citado pela Lusa.

O projeto arrancou este mês com a abertura de um restaurante piloto, o Lusitano, num clube exclusivo de Foshan, centro industrial adjacente a Guangzhou, capital de Guangdong.

O ‘chef’ Fábio Pombo, que trabalhou dois anos em Hong Kong, disse à Lusa que faz sentido à parceria explorar o mercado chinês, “agora que o poder económico é mais repartido e a classe média mais forte”.

De acordo com a Lusa, a parceria vai abrir também este mês um segundo restaurante, em Guangzhou, e, até ao final do ano, conta abrir um terceiro, na mesma cidade. A partir daí, novos restaurantes serão abertos em regime de “franchising”, avançou grupo.