Notícias

Portugal emitiu 766 Vistos Gold em 2015

Portugal atribuiu no ano passado 766 autorizações de residência a investidores de fora da União Europeia ao abrigo do chamado programa de Vistos Gold, de acordo com a agência portuguesa de notícias Lusa.

Dados do Serviço de Estrangeiros e Fronteiras (SEF), citados pela agência noticiosa, indicam que foram emitidas 95 autorizações de residência em Dezembro, em comparação com 72 atribuídas no mês anterior.

Em 2014, Portugal concedeu 1.526 Vistos Gold.

Desde que o programa foi lançado, em Outubro de 2012, as autoridades portuguesas emitiram um total de 2.788 autorizações de residência ao abrigo deste regime. Segundo a Lusa, a maioria dos vistos foi atribuída a cidadãos de nacionalidade chinesa (2.202), seguindo-se os investidores provenientes do Brasil (105) e da Rússia (97).

O montante relativo aos investimentos efectuados por investidores estrangeiros em Portugal ao abrigo do programa de Vistos Gold, desde Outubro de 2012, atingiu 1,7 mil milhões de euros (US$1,8 mil milhões), acrescentou a agência de notícias.

O programa de Vistos Gold prevê a emissão de autorizações de residência temporária para estrangeiros oriundos de fora da União Europeia que tenham efectuado um investimento mínimo de 500.000 euros na aquisição de um imóvel. Outros tipos de investimento que podem resultar na atribuição de um Visto Gold prendem-se com a transferência de pelo menos 1 milhão de euros de capital para Portugal ou com a criação de 10 postos de trabalho no país.

Desde a criação do programa, o Governo português atribuiu 2.635 Vistos Gold devido a investimentos no sector imobiliário, 149 por transferência de capital e 4 devido à criação de emprego.