Notícias do Fórum de Macau

Visitas de prospecção à Província de Jiangsu dos quadros dos Países de Língua Portuguesa organizadas pelo Secretariado Permanente do Fórum de Macau

No intuito de consolidar a cooperação entre os Países de Língua Portuguesa e as províncias e cidades do Interior da China, promover a cooperação da capacidade produtiva e apoiar a cooperação entre a Província de Jiangsu e Macau, uma delegação chefiada pela Secretária-Geral do Fórum para a Cooperação Económica em Comercial entre a China e dos Países de Língua Portuguesa (Macau), Dra. Xu Yingzhen, realizou visitas de prospecção, entre os dias 22 e 26 de Maio, à cidade de Nanjing e Changzhou na Província de Jiangsu. Da delegação faziam parte cerca de 60 pessoas entre elementos do Secretariado Permanente do Fórum de Macau e representantes dos Países de Língua Portuguesa que participaram nos colóquios de “Cooperação da Capacidade Produtiva para os Países de Língua Portuguesa” e “Cooperação Financeira para os Países de Língua Portuguesa”.

Os formandos dos colóquios organizados pelo Secretariado Permanente do Fórum de Macau são oriundos de várias áreas profissionais, como comércio externo, finanças, direito e obras públicas, entre outras. Trata-se da primeira vez que o Secretariado Permanente organiza uma delegação multissectorial para efectuar visitas de prospecção em Jiangsu relacionadas com a promoção económica, cooperação da capacidade produtiva e acções de formação. Estas iniciativas evidenciam o papel preponderante desempenhado por Macau como ponte de ligação entre a China e os Países de Língua Portuguesa no âmbito de cooperação económica e educacional, bem como dos recursos humanos.

Durante a visita em Nanjing, realizaram-se reuniões do trabalho entre a delegação e seis grupos de trabalho do Conselho da Cimeira da Província de Jiangsu, Macau e dos Países de Língua Portuguesa respectivamente, nas quais foram debatidos vários assuntos geridos pelos grupos de trabalho, tendo sido trocadas opiniões sobre o desenvolvimento e promoção da capacidade industrial.

Realizou-se em Nanjing a “Sessão de Apresentação sobre a Cooperação da Capacidade Produtiva entre Jiangsu, Macau e os Países de Língua Portuguesa” organizado pelo Secretariado Permanente e que contou com a participação de representantes de empresas locais de vários sectores, nomeadamente da pesca, do comércio, da pesquisa científica e da indústria, entre outros. Na sessão de apresentação, o Coordenador Adjunto do Gabinete dos Assuntos de Hong Kong e Macau de Jiangsu, Dr. Zhang Songping, fez uma apresentação sobre áreas privilegiadas de intervenção no âmbito da cooperação da capacidade produtiva, apresentando simultaneamente o ambiente de negócios da província. Por sua vez, a Secretária-Geral do Secretariado Permanente do Fórum de Macau, Dra. Xu Yingzhen, fez uma breve exposição sobre o Fórum de Macau e o papel de Macau como plataforma de ligação, bem como fez uma retrospectiva sobre o ponto de situação dos trabalhos de promoção da cooperação da capacidade produtiva, seguindo-se os representantes das empresas com apresentações detalhadas sobre os seus sectores de actividade e propostas de cooperação com trocas de opiniões com o Secretariado Permanente.

Os Delegados dos Países de Língua Portuguesa apresentaram os projectos de investimento e de capacidade produtiva dos seus respectivos países numa sessão de perguntas e respostas para os empresários locais. A delegação visitou a Zona de Desenvolvimento Económico e Tecnológico de Jiangning, incluindo o parque de inovação e empreendedorismo de talentos do Governo Central e do exterior com elevadas qualificações e conhecedores das técnicas e redes inteligentes. Em seguida, a delegação visitou a Zona Nova de Beijiang.

Durante a estadia em Changzhou, a delegação foi recebida calorosamente pelo Vice-Presidente do Governo Municipal de Changzhou, Fang Guoqiang, que depositou esperanças no papel que o Fórum de Macau possa desenvolver junto das empresas de Changzhou para que possam entrar, com maior facilidade, nos mercados lusófonos para alcançar a complementaridade das vantagens e benefícios mútuos. O mesmo responsável fez votos para que a cidade de Changzhou se torne um local privilegiado para a promoção de cooperação económica e comercial entre a China e dos Países de Língua Portuguesa.

Realizou-se igualmente o “Encontro sobre a Capacidade Produtiva entre Changzhou, Macau e os Países de Língua Portuguesa (Changzhou)”, organizado pelo Secretariado Permanente do Fórum de Macau e por departamentos da cidade de Changzhou. Os membros da delegação efectuaram também visitas de prospecção, ficando a conhecer melhor o ambiente de investimento do distrito de Wujin e o Parque de inovação de Changzhou entre a China e Israel, o Changzhou Graphene Science and Technology Industrial Park, e o local escolhido para construir o Parque de Cooperação Jiangsu-Macau. Os membros da delegação realizaram sessões de intercâmbio com as empresas locais.

A deslocação à Província de Jiangsu não só reforçou a cooperação e o intercâmbio entre os Países de Língua Portuguesa e as empresas do Interior da China, como também estreitou os contactos de trabalho com os departamentos económicos e comerciais de Jiangsu, permitindo que os representantes dos Países de Língua Portuguesa conheçam melhor as vantagens do desenvolvimento daquela província.

Através do intercâmbio directo com as empresas locais, foram apresentados os ambientes de investimento e de negócios dos Países de Língua Portuguesa no sentido de reforçar laços e partilha de informações entre ambas as partes, procurando ao mesmo tempo, aproveitar a plataforma de Macau e o Fórum de Macau enquanto mecanismo de cooperação multilateral para criar uma ponte de ligação entre as empresas do Interior da China e os Países de Língua Portuguesa. A presente deslocação contribuiu para promover a cooperação pragmática entre as empresas do interior da China, especialmente da Província de Jiangsu, Macau e dos Países de Língua Portuguesa, servindo também para evidenciar o papel de Macau como Plataforma de Serviços para a Cooperação Comercial entre a China e os Países de Língua Portuguesa.