Notícias

Acordos de cooperação juntam empresas lusófonas e chinesas

Empresas e organizações da China Continental, dos Países de Língua Portuguesa e de Macau assinaram na quarta-feira um total de 11 acordos de cooperação, cobrindo áreas como as infra-estruturas, investigação e formação, anunciou o Gabinete do Secretário para a Economia de Finanças de Macau.

Segundo um comunicado, os acordos foram assinados na Cimeira sobre a Construção da Plataforma de Serviços para a Cooperação Comercial entre a China e os Países de Língua Portuguesa de Macau, apoiada pelas Empresas Públicas Centrais da China 2019. A cimeira foi organizada pelo Governo de Macau e pela Comissão de Supervisão e Gestão de Activos Estatais junto do Conselho de Estado (SASAC, na sigla inglesa).

Segundo o jornal local de língua chinesa Exmoo News, a China Three Gorges Corp e a eléctrica Energias de Portugal SA assinaram um acordo de cooperação durante o evento. Já a China Energy Engineering Corporation garantiu um projecto de abastecimento de água em Moçambique.

A cimeira tem ajudado as empresas públicas chinesas a aprofundar a cooperação com os Países de Língua Portuguesa nas áreas dos recursos energéticos, investimentos e infra-estruturas, aproveitando o papel de Macau como plataforma, disse Hao Peng, Presidente da SASAC, presente no evento.

Desde a primeira edição da cimeira, em 2017, as empresas públicas chinesas iniciaram 51 novos projectos de cooperação em Países de Língua Portuguesa, envolvendo um investimento de 88 mil milhões de yuan (US$1,24 mil milhões), disse o responsável.

Segundo o Exmoo News, Hao Peng afirmou ainda que as empresas públicas chinesas têm actualmente mais de 400 subsidiárias em Países de Língua Portuguesa, com activos totais estimados em quase 300 mil milhões de yuan.