Notícias

Grande Baía vai impulsionar interesse na língua portuguesa, diz académico

O desenvolvimento da região da Grande Baía Guangdong-Hong Kong-Macau vai reforçar o interesse pelas relações com os Países de Língua Portuguesa e no ensino do português.

A garantia foi deixada por Carlos André, antigo director do Centro Pedagógico e Científico de Língua Portuguesa do Instituto Politécnico de Macau, numa entrevista ao jornal Ponto Final, publicada na semana passada.

O académico lembrou que Guangzhou, capital da província de Guangdong, “é uma cidade muito procurada pelo mercado africano” e espera que o diálogo com países como Angola, Moçambique e Brasil cresça.

Já há mais de 55 universidades com cursos de língua portuguesa no Interior da China e os departamentos de português “estão a ganhar maturidade”, com o aumento substancial do número de doutorados, disse Carlos André.

Ao jornal local de língua portuguesa, o especialista defendeu a criação de mais parcerias de natureza científica entre instituições de ensino superior da China e dos países lusófonos.