Notícias do Fórum de Macau

Fórum Macau instalou o Pavilhão dos Países de Língua Portuguesa na MIF para apoiar empresas em busca de oportunidades comerciais com a China e os Países de Língua Portuguesa

O Secretariado Permanente do Fórum para a Cooperação Económica e Comercial entre a China e os Países de Língua Portuguesa (Macau) participou na 25.ª Feira Internacional de Macau (MIF) e na Exposição de Produtos e Serviços dos Países de Língua Portuguesa 2020 (PLPEX), continuando a instalar o Pavilhão dos PLP para prestar apoio à construção do posicionamento de “um Centro, uma Plataforma, uma Base” de Macau.

Na sua qualidade de entidade colaboradora da MIF, o Secretariado Permanente do Fórum de Macau instalou o Pavilhão dos Países de Língua Portuguesa à margem da Feira, e ao mesmo tempo, exibiu e promoveu os produtos característicos dos PLP através da Plataforma de Serviços para a Cooperação Comercial entre a China e os PLP durante a PLPEX.  

No dia 22, o Pavilhão dos Países de Língua Portuguesa recebeu a visita da delegação chefiada pelo Chefe do Executivo, Ho Iat Seng, e o Secretário para a Economia e Finanças, Lei Wai Nong, que aproveitaram a ocasião para trocar impressões e tirar uma foto de grupo com o Secretário-Geral Adjunto, Dr. Ding Tian, e os Embaixadores e Diplomatas dos PLP acreditados em Pequim.  

O Pavilhão dos PLP foi instalado no Centro de Convenções e Exposições do Venetian de Macau. No Pavilhão foram instalados oito stands de exposição exclusivos para cada País de Língua Portuguesa, designadamente Angola, Brasil, Cabo Verde, Guiné-Bissau, Moçambique, Portugal, São Tomé e Príncipe e Timor-Leste, de forma a apresentar e divulgar, através de textos descritivos, fotografias, vídeos e produtos, o ambiente de negócio e de investimento dos mercados dos PLP, para além de promover o Fórum de Macau e a Plataforma de Serviços para a Cooperação Comercial entre a China e os PLP.  

O Governo da RAEM disponibilizou estudantes bilingues para darem apoio no intercâmbio e na promoção de informações sobre os PLP disponíveis nesse Pavilhão, servindo assim de plataforma de intercâmbio e cooperação junto das empresas da China e dos PLP, de forma a explorarem oportunidades comerciais mútuas, através do papel desempenhado por Macau enquanto plataforma de serviços comerciais entre a China e os Países de Língua Portuguesa.