Notícias

Empresas chinesas na corrida para desenvolver refinaria em Angola

Empresas chinesas fazem parte de duas das cinco propostas para investimento numa refinaria na cidade do Lobito, na costa oeste de Angola, revelou a petrolífera angolana Sonangol EP.

Uma das propostas foi apresentada em conjunto pelo grupo estatal chinês Lanpec Technologies Co Ltd e pela empresa norte-americana International Business Development Group.

Uma outra proposta reúne duas companhias estatais chinesas, AVIC International Beijing Co Ltd e China Huanquiu Contracting and Engineering Corp, e a empresa angolana Hull Byth Manpower.

Num comunicado citado pela Lusa, a Sonangol diz que irá avaliar as propostas até 26 de Novembro, com a decisão final a ser anunciada a 10 de Dezembro.

A refinaria do Lobito, na província de Benguela, terá capacidade para produzir 200 mil barris de petróleo por dia, sublinha a agência noticiosa portuguesa.