Notícias

Empresa chinesa entrega nova barragem de Corumana ao governo moçambicano

A empresa estatal chinesa China Jiangxi International Economic and Technical Cooperation Co. Ltd (CJIC, na sigla inglesa) anunciou a entrega com sucesso da barragem de Corumana, na província de Maputo, ao Governo de Moçambique, na semana passada.

Num comunicado, a CJIC sublinha que a barragem tem capacidade para armazenar 1,23 mil milhões de água, apoiando a gestão de recursos hídricos e o desenvolvimento sócio-económico do sul de Moçambique.

A barragem pode fornecer água potável a mais de 2 milhões de pessoas a viver na capital moçambicana, Maputo, e nos arredores, assim como reforçar a irrigação de campos agrícolas junto da parte sul do rio Incómati.

O projecto, financiado pelo Banco Mundial, implicou a construção de 132 casas para realojar habitantes locais, bem como o desenvolvimento de escolas, clínicas de saúde e escritórios, um dique de portela e a instalação de diversos equipamentos eléctricos e hidráulicos.

A construção da barragem de Corumana arrancou em 2018 e terminou oficialmente em Outubro passado, numa cerimónia que contou então com a presença do Presidente de Moçambique, Filipe Nyusi.