Notícias

EDP aposta em parques solares flutuantes no Sudeste Asiático

A empresa portuguesa Energias de Portugal (EDP) anunciou durante a Conferência dos Oceanos da ONU 2022 em Lisboa, realizada entre 27 de Junho e 1 de Julho, que quer ampliar a capacidade solar flutuante offshore no Sudeste Asiático. Na mira estão os 16 gigawatts de energia fotovoltaica que a região deverá instalar em rios e mares até 2030.

A EDP considera esta nova tecnologia como um bom catalisador para a sua expansão no Sudeste Asiático e já está a avaliar e desenvolver outros projectos naquela região, disse o CEO da EDP, Miguel Stilwell.

O primeiro parque solar flutuante offshore da EDP de 5MW no Sudeste Asiático foi lançado em Singapura no ano passado pela empresa Sunseap, a quarta maior operadora de energia solar daquela região, que foi adquirida pela empresa de energia renovável da EDP, EDP Renováveis.