Notícias

Cônsul-Geral de Angola em Macau vê potencial na medicina tradicional chinesa

A crescente procura em Angola por produtos de saúde tem criado potencial para a introdução da medicina tradicional chinesa no país africano através de Macau, defendeu na terça-feira o Cônsul-Geral de Angola em Macau, Eduardo Velasco Galiano.

O diplomata falava durante uma visita à Farmácia Chinesa Pien Tze Huang Guo Yao Tang, uma loja de medicina tradicional chinesa, acompanhado do Presidente da Associação Comercial Internacional para os Mercados Lusófonos, Eduardo Ambrósio.

A farmácia é a delegação em Macau do laboratório Zhangzhou Pien Tze Huang Pharmaceutical Co. Ltd., sediado na província de Fujian, no sudeste do Interior da China, referiu o jornal local de língua chinesa Macao Daily News.

O Presidente da delegação em Macau, Wei Ronghua, disse que o laboratório, com uma longa tradição de produção e venda de produtos de medicina tradicional chinesa, quer aproveitar a ligação lusófona de Macau para entrar nos mercados dos Países de Língua Portuguesa.