Notícias

CNOOC ganha cinco blocos para explorar hidrocarbonetos em Moçambique

O Instituto Nacional de Petróleos de Moçambique (INP) anunciou que, no 6º Concurso de Concessão de Áreas para Pesquisa e Produção de Hidrocarbonetos, atribuiu no total cinco blocos à empresa chinesa CNOOC Hong Kong e um à energética italiana ENI.

Do total, três dos blocos atribuídos à CNOOC Hong Kong (A6-R, A6-E e A6-G) situam-se todos na região de Angoche, ao largo da costa da província de Nampula. Os outros dois (S6-A e S6-B) situam-se na região do Save, ao largo da costa de Inhambane.

Segundo o INP, os programas de investigação propostos pela CNOOC e pela ENI para o primeiro período de exploração vão permitir investimentos na ordem dos 370 milhões de dólares e a abertura de pelo menos quatro poços em águas profundas.

O INP salienta que, apesar da conjuntura económica desfavorável, decorrente dos constrangimentos causados pela pandemia da Covid-19, a proposta recebida da CNOOC demonstrou que Moçambique continua a ser um país atractivo e com potencialidades petrolíferas apetecíveis.

(Fonte: Carta de Moçambique)