Notícias

Brasil revê em alta previsão para exportações de soja devido à forte procura chinesa

O Governo brasileiro na terça-feira subiu em 2 milhões de toneladas a previsão para as exportações de soja da colheita de 2017/18, para 76 milhões de toneladas, graças à forte procura chinesa, de acordo com a agência noticiosa Reuters.

Segundo a notícia, a Companhia Nacional de Abastecimento (Conab) disse que o Brasil deverá continuar a vender soja para a China até as reservas se esgotarem, devido à desvalorização da moeda brasileira e aos preços elevados que se verificam actualmente.

“Há uma possibilidade remota de que o Brasil possa ter de importar soja para fornecer à indústria local”, acrescentou a Conab.

Por outro lado, a empresa pública reduziu em 1,5 milhões de toneladas a sua previsão para as exportações de milho da colheita de 2017/18, para 25,5 milhões de toneladas, devido a uma colheita mais fraca e à forte procura interna.