Notícias

Procura chinesa deve estimular aumento das exportações brasileiras de carne em 2020

As exportações brasileiras de carne devem aumentar este ano, graças a uma maior procura vinda da China, prevê o Foreign Agricultural Service do Departamento de Agricultura dos Estados Unidos (USDA, na sigla inglesa).

Num relatório divulgado na semana passada, o USDA refere que as exportações brasileiras de carne bovina para a China subiram nos primeiros dois meses de 2020, apesar dos problemas logísticos no país asiático ligados à crise do coronavírus Covid-19.

João Faustino da Silva, perito agrícola do USDA, acredita que as exportações brasileiras de carne bovina irão aumentar 10 por cento este ano, atingindo um novo recorde de 2,5 milhões de toneladas, sobretudo devido a vendas para a China continental e Hong Kong.

Os produtores brasileiros acreditam que o Governo chinês irá autorizar mais matadouros do Brasil a exportar para a China e que as vendas de carne de porco no mercado chinês irão atingir um novo pico em 2020, refere o perito.

O relatório prevê ainda que a procura internacional por carne de porco, estimulada pelo surto de febre suína africana na China, irá levar a um aumento de 15 por cento nas exportações brasileiras de carne de porco este ano.