Notícias

China regista melhorias nas condições de emprego no segundo trimestre: estudo

A China continuou a registar melhorias nas condições de emprego no país durante o segundo trimestre de 2017, de acordo com um índice compilado pela Universidade Renmin, noticiou a agência de notícias oficial chinesa Xinhua.

O índice – que combina a oferta e a procura no mercado de trabalho – cresceu de 1,91 pontos no primeiro trimestre para 2,26 pontos no segundo, conclui o trabalho, a cargo do Instituto de Investigação do Emprego da China daquela universidade chinesa, em conjunto com a página electrónica de recrutamento Zhaopin.com.

Um valor igual ou superior a 1,0 representa uma situação em que a oferta de emprego supera a procura, enquanto que um valor abaixo de 1,0 indica o oposto.

De acordo com a investigação, o crescimento do índice ficou a dever-se à expansão da economia chinesa no período em causa e a uma descida nas candidaturas de emprego.

Cerca de 7,35 milhões de novos postos de trabalho foram criados nas zonas urbanas da China na primeira metade do ano, um aumento de 180 mil comparativamente ao mesmo período do ano anterior.