Notícias

Instituições de Macau e Cabo Verde assinam acordo de mobilidade de estudantes

O Instituto Politécnico de Macau (IPM) e a Universidade de Cabo Verde assinaram um protocolo para facilitar a mobilidade de estudantes entre as duas instituições de ensino superior, de acordo com a edição desta segunda-feira do Jornal Tribuna de Macau.

De acordo com o protocolo, assinado na sexta-feira, o IPM vai disponibilizar cinco vagas para estudantes de Cabo Verde na futura licenciatura em chinês como língua estrangeira, bem como 15 lugares no curso de gestão de jogo, segundo o diário.

Em declarações no Dia Aberto do IPM, que decorreu no sábado, o Presidente do instituto, Lei Heong Iok, confirmou que a licenciatura em chinês como língua estrangeira estará pronta para começar a funcionar em Setembro. Serão disponibilizadas 20 vagas para o curso, acrescentou o responsável, citado pelo jornal.

Lei Heong Iok, também delegado na Conferência Consultiva Política do Povo Chinês, sublinhou ainda a importância de reforçar a qualidade do ensino da língua portuguesa na China Continental. De acordo com o Jornal Tribuna de Macau, o Presidente do IPM afirmou que iria entregar uma proposta ao Ministério chinês da Educação, no sentido de se criar uma comissão capaz de avaliar a actual situação do ensino do português no país e de definir padrões aplicáveis a todas as universidades da China Continental.