Outras Informações

Conferência Conjunta de Cooperação Guangdong-Macau 2016

A Conferência Conjunta de Cooperação Guangdong-Macau 2016 realizou-se, hoje (21 de Junho), em Macau, onde ambos os lados salientaram como têm vindo a profundar a cooperação, ao longo do ano passado, assim como mantiveram o empenho para alcançar uma colaboração eficaz. Responsáveis dos dois territórios referiram ainda que irão cumprir as prioridades anuais no âmbito do «Acordo-Quadro de Cooperação Guangdong-Macau», e promover activamente o desenvolvimento económico das duas regiões a fim de melhorar a qualidade de vida das pessoas.

Na Conferência, organizada na Nave Desportiva dos Jogos da Ásia Oriental de Macau, o Chefe do Executivo da Região Administrativa Especial de Macau (RAEM), Chui Sai On, e o governador da Província de Guangdong, Zhu Xiaodan, lideraram as respectivas delegações oficiais e proferiram os seus discuros durante a abertura do evento.

Entretanto, o Secretário para a Economia e Finanças, Lionel Leong, e o vice-governador da Província, He Zhongyou, fizeram uma retrospectiva dos resultados alcançados e do trabalho realizado em cooperação. O evento contou ainda a presença do subdirector do Gabinete para os Assuntos de Hong Kong e Macau do Conselho de Estado, Zhou Bo, e do subdirector do Gabinete de Ligação do Governo Popular Central na RAEM, Chen Sixi.

Quanto ao balanço dos resultados obtidos, no ano passado, ambas as partes consideraram que, sob o apoio do Governo Central, Guangdong e Macau aderiram à nova tendência do desenvolvimento, nomeadamente as oportunidades do 13º Plano Quinquenal Nacional, da estratégia de “Uma faixa, uma rota”, dos “Pareceres Orientadores sobre o Aprofundamento da Cooperação da Região do Pan-Delta do Rio das Pérolas”, promulgados pelo Conselho de Estado, e das áreas marítimas e as delimitações terrestres sob jurisdição da RAEM, aprovadas pelo Governo Central. Os dois governos cumpriram rigorosamente o Acordo-Quadro de Cooperação entre Guangdong e Macau, e impulsionaram activamente a cooperação em várias áreas, bem como, o trabalho realizado obteve um novo avanço.

No próximo ano, os dois governos e a sociedade, devem implementar, em conjunto, o 13º Plano Quinquenal Nacional, para desta forma integrarem, de forma mais activa, uma cooperação entre Guangdong-Macau no desenvolvimento do País, ou seja, a integração entre a Pátria e Macau poderá oferecer mais oportunidades e espaço para o desenvolvimento maior de Guangdong e Macau. Os dois governos continuam a envidar esforços pela coordenação, cooperação e inovação, a fim de contribuir e beneficiar para a vida da população e para o desenvolvimento e prosperidade da economia nos dois territórios.

Os pontos importantes da cooperação Guangdong–Macau para o próximo ano são:

  1. Promover a complementaridade das potencialidades recíprocas e a participação no desenvolvimento de “Uma faixa, uma rota”, incentivando e apoiar às empresas dos dois territórios“expandir-se para o exterior”.
  2. Impulsionar o intercâmbio e a cooperação juvenis dos dois territórios, e criar condições para o crescimento e formação dos jovens, apoiando a inovação e empreendedorismo juvenis.
  3. Aproveitar as oportunidades da liberalização do comércio de serviços, partilhar os frutos do desenvolvimento da China interior, incluindo a participação activa na criação da zona de comércio livre e liberalização do comércio de serviços, bem como a participação de capitais locais em projectos comuns.
  4. Acelerar a construção da plataforma de desenvolvimento, incluindo o reforço na construção na ilha de Hengqin e envidar esforços para obter mais sucesso na cooperação entre Nansha, Zhongshan e Jiangmen como uma forma de impulsionar a economia sustentável de Macau.
  5. Alargar as áreas de cooperação, destacando a colaboração bilateral na área social; reforçar a cooperação fronteiriça ou seja, aperfeiçoar e facilitar as formalidades alfandegárias; fortalecer a cooperação na área do turismo, bem como promover a cooperação na área das tecnologias.
  6. Reforçar a criação de mecânismos, para promover o diálogo diário entre vários grupos especializados, aumentando, deste modo a troca de informações e a concretização de projectos. Além disso, desempenhar bem as funções exigidas nas duas regiões para contribuir no planeamento da cooperação Guangdong-Macau.

No final da reunião, os governos das duas regiões assinaram ainda a Carta de intenções sobre a participação conjunta na iniciativa nacional «Uma Faixa, Uma Rota», o «Acordo-quadro sobre a promoção da inovação e empreendedorismo dos jovens entre o governo da RAEM e o governo popular de Zhongshan», o «Acordo de cooperação sobre o reforço do intercâmbio dos jovens da Província de Guangdong e de Macau», o «Protocolo de cooperação sobre o estudo e implementação do modelo “1 Teste, 3 Certificados” entre Guangdong-Macau», o «Acordo de cooperação sobre a promoção conjunta da criação do grupo especializado da Zona Experimental de Livre Comércio de Guangdong», o «Acordo-quadro sobre a promoção da criação conjunta da Zona Económica da Baía Daguang de Jiangmeng entre o governo da RAEM e governo popular de Jiangmen», o «Memorando de cooperação sobre o fundo de desenvolvimento da cooperação Guangdong-Macau», o «Acordo-quadro de cooperação na indústria da medicina tradicional chinesa entre Guangdong-Macau», o «Memorando de cooperação sobre o intercâmbio na área da saúde entre Guangdong-Macau», o «Acordo sobre o acesso de automóveis de Macau à Ilha de Hengqin», a Cooperação de Reconhecimento Recíproco do «Plano de cooperação entre embarcações de passageiros e o centro de coordenação de busca e salvamento» de Guangdong — Hong Kong — Macau e ainda o « Memorando de cooperação turística entre Guangdong-Macau», num total de 12 documentos.

Fonte: Gabinete de Comunicação Social