O Governador de São Paulo, João Doria, disse na segunda-feira que espera receber ainda esta semana autorização do regulador federal brasileiro para começar a testar uma vacina chinesa contra o novo tipo de coronavírus.

Segundo a Reuters, o governante revelou numa conferência de imprensa que 9 mil voluntários já se tinham registado no estado mais populoso do Brasil para testar a vacina, conhecida por CoronaVac.

Os testes nascem de uma parceria entre o centro brasileiro de pesquisa biológica Instituto Butantan, sediado em São Paulo, e o laboratório chinês Sinovac Biotech, referiu a agência noticiosa.

João Doria disse no mês passado que, caso os testes decorram de forma positiva, São Paulo poderá começar a produzir a vacina em larga escala na primeira metade de 2021, permitindo imunizar milhões de brasileiros de forma gratuita, referiu na altura a agência noticiosa estatal brasileira Agência Brasil.