Notícias

Volume de negócios entre Angola e a China registou novo crescimento

O embaixador da China em Angola Gong Tao apontou num discurso proferido no acto alusivo ao Dia Nacional da China que o volume das trocas entre Angola e a China referente aos primeiros oito meses do ano em curso registou um crescimento de 29,9 por cento em relação ao período homólogo em 2021, situando-se em 19 mil milhões de dólares. O volume de comércio bilateral de 2021 situou-se em 23,35 mil milhões de dólares, mais 42,1 por cento que em 2020.

A cooperação de investimento tem mantido uma boa dinâmica desde o ano transacto, com empresas chinesas a consolidarem a carteira de investimento privado em Angola.

De acordo com Gon Tao, a China continua a ser o maior parceiro comercial e de investimento de Angola, com os principais projectos entre os dois países a incluírem o Novo Aeroporto Internacional de Luanda (Dr. António Agostinho Neto), Barragem de Caculo Cabaça, Porto Cde Águas profundas do Caio (Cabinda) e o Centro Integrado de Formação Tecnológica (CINFOTEC) do Huambo e a decorrerem de forma coordenada.