Notícias

China contribui com US$3,5 milhões para orçamento de São Tomé e Príncipe  

A República Popular da China vai financiar parcialmente São Tomé e Príncipe, no âmbito do orçamento rectificativo aprovado pelo país africano na quarta-feira, com três milhões de euros (US$3,5 milhões), noticiou a agência de notícias portuguesa Lusa.

A China disponibiliza-se a financiar o país africano através de pequenos projectos nas áreas da educação, saúde, emprego, assuntos sociais, juventude e desporto.

Na educação, o país asiático irá financiar São Tomé e Príncipe com bolsas de estudo; na saúde, com a aquisição de medicamentos e consumíveis, acções de luta contra o paludismo e assistência técnica; e no desporto, com obras em pavilhões polidesportivos, que serão apetrechados com balneários e bancadas, por exemplo.

No orçamento rectificativo são-tomense, que ascende a 126 milhões de euros, o total geral do financiamento externo aumentou 23,25 por cento.