Notícias

Três empresas chinesas planeiam investimentos imobiliários na província moçambicana de Maputo

Três empresas chinesas apresentaram propostas de investimento no sector imobiliário na Província de Maputo, em Moçambique, de acordo com o Diário de Moçambique.

O jornal moçambicano cita informações fornecidas pela Agência de Comércio e Investimento de Moçambique.

De acordo com o diário, a China Jiang International Mozambique Investment espera investir US$3 milhões num projecto imobiliário na zona de Marracuene, que poderá resultar na criação de 58 postos de trabalho para cidadãos locais.

Já a China Road and Bridge Corporation planeia investir US$4,2 milhões na construção de vários imóveis, incluindo edifícios para serviços administrativos, um estaleiro, um parque de máquinas, armazéns e habitações para os seus trabalhadores em Marracuene. Estes projectos podem empregar cerca de 1.500 pessoas, segundo a mesma notícia.

A SC – Square Circle também está interessada em investir na Província de Maputo. A empresa chinesa planeia investir US$2 milhões em obras públicas e outros projectos na zona de Boane, prevendo-se que os mesmos possam resultar na criação de 70 empregos locais, referiu o jornal.

De acordo com o Diário de Moçambique, as três empresas submeteram as suas propostas de investimento no ano passado.