Notícias

Teste chinês de medicamento contra COVID-19 termina recrutamento no Brasil

O laboratório chinês Kintor Pharmaceutical Ltd. anunciou que terminou em apenas três semanas o recrutamento de voluntários para um estudo clínico no Brasil para tratamento da COVID-19.

Num comunicado divulgado na segunda-feira, a Kintor sublinha que espera concluir em Março a recolha de dados do estudo com proxalutamida, um agente bloqueador da hormona sexual masculina.

Resultados preliminares do uso de emergência da proxalutamida em pacientes em estado grave revelaram “surpreendentemente” uma redução no número de mortes e de doentes que tiveram de ser entubados, referiu o Presidente da Kintor, Tong Youzhi.

Os resultados abrem caminho para a fase final de estudos clínicos no Brasil, China, Estados Unidos e outros países, num futuro próximo, disse o responsável.

O estudo pretende confirmar se a proxalutamida pode reduzir a taxa de hospitalização em doentes com COVID-19, algo sugerido por uma investigação feita, em 2020, na Universidade de Suzhou, no leste da China, referiu a Kintor em Julho.