Notícias

Fabricante brasileira de celulose discute aumento de preço na China

A Suzano SA espera concluir na segunda metade de Abril negociações para um aumento do preço da pasta de papel na China, revelou o Presidente-Executivo da fabricante brasileira de celulose, Walter Schalka.

Segundo a Reuters, o executivo disse aos jornalistas numa teleconferência na terça-feira que a empresa não prevê suspender qualquer contrato de trabalho apesar da pandemia de Covid-19.

As 11 fábricas da Suzano no Brasil estão a operar de forma normal para responder à crescente procura mundial por celulose para a produção de máscaras de protecção e lenços descartáveis, referiu a agência noticiosa.

A Suzano vai gastar 50 milhões de reais (US$9,7 milhões) para comprar na China e enviar para o Brasil 159 ventiladores e 1 milhão de máscaras cirúrgicas, disse Walter Schalka.

O Director-Executivo de Relações e Gestão Legal da Suzano, Pablo Machado, disse que a empresa está a trabalhar com a Embaixada brasileira na China para garantir que a carga chegue prontamente ao Brasil.