Notícias

SPIC entra no mercado de geração solar no Brasil

A SPIC Brasil, subsidiária da State Power Investment Corporation of China, anunciou na última quinta-feira a aquisição de dois projectos de geração de energia solar da Canadian Solar. Assim, a SPIC passa a ter uma participação de 70% nos empreendimentos, e entra no segmento de geração de energia solar.

Segundo comunicado conjunto, as empresas vão investir mais de 2 bilhões de reais nas centrais, baptizadas de Marangatu e de Panati-Sitiá, situadas respectivamente nos Estados do Piauí e do Ceará, que somam 738 megawatts de potência. As obras terão início no segundo semestre deste ano, e a previsão é de entrada em operação até o final de 2023.

A aquisição marca o primeiro projecto solar da SPIC no Brasil e a empresa pretende estar entre os três principais players privados de geração de energia até 2025, segundo a CEO da companhia, Adriana Waltrick.