Notícias

Sociedade de advogados de Hengqin apoia investidores chineses na lusofonia

A ZLF tem ajudado investidores chineses em Países de Língua Portuguesa a resolver questões legais, disse Chen Yi, Directora da sociedade de advogados com sede em Hengqin, ilha chinesa vizinha a Macau.

“O Brasil é um destino de investimento muito popular”, disse a responsável, citada pela agência noticiosa portuguesa Lusa.

A ZLF estabeleceu “uma rede de escritórios de advocacia de língua portuguesa” que têm ajudado a sociedade a resolver, com êxito, uma dezena de casos por ano, em média, principalmente envolvendo os direitos civil e comercial, acrescentou Chen Yi.

A advogada disse que a ZLF também lida com finanças empresariais transfronteiriças, imobiliário, construção e infra-estruturas, direitos de propriedade intelectual, seguros, imigração e resolução de litígios transfronteiriços.

A ZLF foi estabelecida em 2016, como uma joint venture entre os escritórios de advogados Zhong Yin (Interior da China), Rato, Ling, Lei & Cortés – Advogados e Notários, também conhecida por Lektou (Macau), e FONGS (Hong Kong).