Notícias do Fórum de Macau

Seminário sobre inspecções da segurança alimentar da China e dos Países da Língua Portuguesa promove cooperação diversificada entre a China e os Países de Língua Portuguesa

No primeiro dia de Julho do ano corrente, o Fórum das Inspecções de Segurança Alimentar e das Actividades Económicas da CPLP (FISAAE-CPLP) e o Secretariado Permanente do Fórum de Macau realizaram, em conjunto, o Seminário sobre Inspecções da Segurança Alimentar da China e dos Países da Língua Portuguesa na sala de Lótus do World Trade Center de Macau, com o intuito de desenvolver parcerias nas áreas de fiscalização económica, segurança alimentar e defesa de direitos de consumidores, entre outras, as quais estão consagradas no Plano de Acção da Quinta Conferência Ministerial do Fórum de Macau.

O seminário contou com a presença dos representantes do Secretariado Permanente do Fórum de Macau, da Administração Geral das Alfândegas da China, do Instituto para os Assuntos Municipais (IAM), do Conselho de Consumidores de Macau, dos Serviços de Alfândega de Macau e do Instituto de Promoção do Comércio e do Investimento de Macau (IPIM), entre outras entidades competentes do países participantes do FISAAE. A Secretária-Geral do Secretariado Permanente do Fórum de Macau, Dra. Xu Yingzhen e o Presidente do FISAAE, Dr. Abílio Sereno proferiram os seus discursos, respectivamente.

Durante o seu discurso, a Dra. Xu referiu que tanto a China como os Países de Língua Portuguesa concedem grande relevância ao tema da segurança alimentar. Na cooperação económica e comercial entre a China e os PLP, o trabalho de inspecção e quarentena desempenha um papel fundamental, enquanto que no âmbito da construção do Centro de Distribuição de Produtos Alimentares dos Países de Língua Portuguesa, Macau tem vindo a atribuir grande importância ao tema da fiscalização da segurança alimentar.

Tendo em conta o cariz técnico do trabalho de inspecção e quarentena, nomeadamente da diferença de procedimentos e critérios dos diversos países, é indispensável reforçar a comunicação e o intercâmbio entre as instituições responsáveis por esta matéria. Como tal, esperamos que haja uma troca de informações e experiências relevantes no âmbito da inspecção da segurança alimentar de todas as partes envolvidas, que conduza à compreensão mútua, que favoreça a reflexão e a análise de novas perspectivas. A cooperação entre as partes envolvidas irá impulsionar o desenvolvimento entre a China e os Países de Língua Portuguesa para um novo patamar conduzindo a uma melhoria da qualidade de vida de ambos.

O Presidente de FISAAE, Dr. Abílio Sereno, afirmou que os intercâmbios e discussões sobre inspecções da segurança alimentar incentivam a partilha de experiências e informações preciosas entre os representantes das áreas relativas. Acrescentou ainda que a prevenção é um instrumento importante para a fiscalização alimentar e apelou para que todas as partes possam envidar mais esforços para a consciencialização social de prevenção no futuro.

Ressaltou ainda a ligação histórica, cultural e linguística, que une Macau aos oito países de língua portuguesa, espalhados pelos 4 continentes, impulsionando as vantagens de Macau enquanto Plataforma. A plataforma entre a China e os PLP desempenha um papel fulcral como ponte de ligação no sentido de ligar os consumidores e as empresas e de criar condições para o desenvolvimento de parcerias.

Considerando que Macau possui tecnologia e experiência na fiscalização da segurança alimentar, o Centro de Distribuição dos Produtos Alimentares dos Países de Língua Portuguesa em Macau constitui uma ferramenta indispensável para promover a cooperação, contribuindo para a dinamização da cooperação económica, comercial, cultural, entre outros aspectos.

No âmbito da iniciativa chinesa “Uma Faixa, Uma Rota”, o Seminário focou-se na abordagem da cooperação entre a China e os Países de Língua Portuguesa, nomeadamente nas vertentes de fiscalização económica, segurança alimentar e defesa dos direitos dos consumidores. Os participantes dos diversos países presentes partilharam experiências recentes sobre esta matéria através de apresentações temáticas e intercâmbios livres, abordando as áreas com potencial de cooperação futura.

Aproveitaram ainda para trocar impressões sobre temas diversos, incluindo o Sistema de Administração dos Produtos Alimentares Importados pelo Interior da China, a Construção do Centro de Distribuição dos Produtos Alimentares dos PLP, o Sistema de Segurança Alimentar de Macau, a Situação da Segurança Alimentar do Centro de Distribuição dos Produtos Alimentares dos PLP e o Sistema de Administração da Segurança Alimentar dos PLP, entre outras.

Durante o encontro, todos os participantes manifestaram o desejo de aproveitar as vantagens de Macau enquanto Plataforma para explorar as potencialidades de outros mercados, incluindo a Grande Baía Guangdong-Hong Kong-Macau, com vista a alcançar o desenvolvimento e prosperidade comuns.