Notícias do Fórum de Macau

Secretariado Permanente do Fórum de Macau participa na Sessão de Cooperação e Intercâmbio Económico e Comercial entre Zhejiang, Macau e os Países de Língua Portuguesa 2023

Na tarde de 27 de Junho, realizou-se a Sessão de Cooperação e Intercâmbio Económico e Comercial entre Zhejiang, Macau e os Países de Língua Portuguesa na Cotai Expo. do Hotel Venetian Macau. No evento, o Chefe do Executivo do Governo da Região Administrativa Especial de Macau, Dr. Ho Iat Seng, e o Secretário do Comité Provincial do Partido Comunista Chinês de Zhejiang, Dr. Yi Lianhong, marcaram presença e proferiram discursos. O Director do Departamento do Comércio da Província de Zhejiang, Dr. Han Jie, fez uma apresentação sobre o ambiente do comércio e do investimento da Província e, por sua vez, o Secretário-Geral do Fórum de Macau, Dr. Ji Xianzheng, apresentou o desenvolvimento da cooperação económica e comercial entre a China e os Países de Língua Portuguesa.

O Secretário-Geral, Dr. Ji Xianzheng, apresentou o Fórum de Macau e as principais ocorrências recentes do Secretariado Permanente do Fórum. O Secretário-Geral destacou a elevada atenção e o substancial apoio concedidos pelos países participantes do Fórum de Macau ao longo dos seus 20 anos de evolução, traduzindo-se numa influência cada vez mais relevante nesse domínio. Assinalou a particularidade comum de serem todos países costeiros os nove Países de Língua Portuguesa integrantes do Fórum, com interesse comum pela economia azul e a segurança da produção agrícola. Relembrou o facto desses países se encontrarem em diferentes fases de desenvolvimento, os requisitos de cooperação com a China se diferirem também entre si, tal como na construção de infraestruturas, no investimento industrial e na diversificação económica enquanto sectores prioritários para esses países. Em linha com esta ambição, o Fórum de Macau tem desempenhado um papel construtivo na intensificação dos intercâmbios oficiais, no reforço das cooperações económicas e comerciais e na promoção de intercâmbios interpessoais entre os países participantes.

Sublinhou ainda que, atendendo às necessidades imperativas de retoma do desenvolvimento económico dos países após a pandemia, o Fórum de Macau continuará a centrar-se na cooperação pragmática, dando os seus contributos importantes de “iniciativas chinesas” e “sabedorias de Macau” para construir uma plataforma de amizade e cooperação sino-lusófona de alta qualidade e uma comunidade de futuro compartilhado entre a China e os Países de Língua Portuguesa. Manifestou ainda o desejo de que o Governo da Província e as empresas de Zhejiang potenciem as plenas vantagens da Plataforma de Macau no sentido de expandir e diversificar ainda mais a cooperação com os PLP nos domínios económico, comercial e cultural. No fecho do seu discurso, reiterou os compromissos do Secretariado Permanente de honrar a sua melhor prestação de serviços às partes envolvidas, através da integração dos seus serviços prestados na área das convenções e exposições económicas e comerciais, acções do Centro de Formação e do Centro de Intercâmbio da Prevenção Epidémica, da Semana Cultural e da divulgação de informações nos meios de comunicação social, entre outros.