Notícias do Fórum de Macau

Reunião Extraordinária Ministerial do Fórum para a Cooperação Económica e Comercial entre a China e os Países de Língua Portuguesa

A Reunião Extraordinária Ministerial do Fórum para a Cooperação Económica e Comercial entre a China e os Países de Língua Portuguesa (Macau) foi realizada com sucesso em 10 de Abril de 2022, organizada pelo Governo Popular Central da República Popular da China (Ministério do Comércio), realizada pelo Governo da Região Administrativa Especial de Macau com a colaboração do Secretariado Permanente do Fórum para a Cooperação Económica e Comercial entre a China e os Países de Língua Portuguesa (Macau). A presente REM foi organizada, em formato híbrido online e offline, simultaneamente em Beijing e Macau, tendo como local principal o Complexo da Plataforma de Serviços para a Cooperação Comercial entre a China e os Países de Língua Portuguesa. 

Na cerimónia de inauguração, em primeiro lugar, Sua Excelência o Primeiro-Ministro do Conselho de Estado da China, Dr. Li Keqiang endereçou uma mensagem de congratulação via vídeo, enaltecendo os frutos alcançados pelo Fórum de Macau e desejando previamente o maior sucesso a esta Reunião. O Chefe do governo da China adiantou as propostas em relação ao reforço da relação entre a China e os Países de Língua Portuguesa e apelou para que todos os países defendam a paz e estabilidade em prol do desenvolvimento e prosperidade, consolidem a solidariedade e a cooperação no sentido de superar o mais cedo possível a pandemia, bem como adiram à abertura e cooperação com vista a impulsionar a retomada económica.

Em seguida, proferiram-se as mensagens de congratulação via vídeo de Suas Excelências os Políticos de Alto Nível dos governos dos oito Países de Língua Portuguesa, nomeadamente, pelo Primeiro-Ministro de Cabo Verde, Dr. José Ulisses Correia e Silva, pelo Primeiro-Ministro da Guiné-Bissau, Eng. Nuno Gomes Nabiam, pelo Primeiro-Ministro de Moçambique, Dr. Adriano Afonso Maleiane, pelo Primeiro-Ministro de Portugal, Dr. António Costa, pelo Primeiro-Ministro de São Tomé e Príncipe, Dr. Jorge Lopes Bom Jesus, pelo Primeiro-Ministro de Timor-Leste, Dr. Taur Matan Ruak, pelo Vice-Presidente do Brasil, General Antônio Hamilton Martins Mourão, pelo Ministro de Estado para a Coordenação Económica de Angola, Dr. Manuel Nunes Júnior. Os Dirigentes de Alto Nível enalteceram o apreço forte sobre o importante papel desempenhado e os significativos resultados conseguidos pelo Fórum de Macau, aduziram recomendações e sugestões construtivas e valiosas sobre o desenvolvimento do Fórum, atribuindo alta expectativa à continuidade do reforço da cooperação económica e comercial entre a China e os Países de Língua Portuguesa, nos mais variados sectores, sob o enquadramento do Fórum de Macau.

Concluída a cerimónia de inauguração, procedeu-se logo à Cerimónia de Descerramento da Placa do Centro de Intercâmbio da Prevenção Epidémica China-Países de Língua Portuguesa, realizada pelo Chefe do Executivo da Região Administrativa Especial de Macau, Dr. Ho Iat Seng, e pelo Director do Gabinete de Ligação do Governo Popular Central na RAEM, Dr. Fu Ziying. O Estabelecimento oficial do Centro de Intercâmbio da Prevenção Epidémica China-Países de Língua Portuguesa tem como visão aproveitar as singularidades de Macau assentes na sua ligação estreita com os PLP para reforçar a cooperação no sector de saúde entre a China e os Países de Língua Portuguesa, através de diversas acções de formação e intercâmbio, de modo a potenciar em conjunto a capacidade de resposta a epidemias, bem como contribuir de mãos dadas para o empreendimento da saúde pública no mundo e para a construção duma Comunidade Global de Saúde para Todos. 

No decurso da REM, o Ministro do Comércio da China, Dr. Wang Wentao, bem como os Ministros dos PLP que tutelam os assuntos do Fórum de Macau endereçaram os seus discursos, abordando os temas sobre o reforço do intercâmbio da prevenção epidémica e sobre a promoção da recuperação económica na era pós-pandémica. Todas as partes consensualizaram na intensificação de diálogos nas áreas da cooperação contra a pandemia e da recuperação económica pós-pandémica, de forma a conjugar os esforços para vencer esta luta contra a Covid-19, rumo a ganhos mútuos e prosperidade. Além disso, as partes integrantes desejaram maior dinâmica do papel imprescindível de Macau enquanto Plataforma nos domínios variados, incluindo a cooperação sino-lusófona no combate à pandemia. 

Em seguida, os ministros dos países participantes assinaram a Declaração Conjunta da Reunião Extraordinária Ministerial, e emitiram a Declaração sobre a aprovação da adesão oficial da República da Guiné Equatorial ao Fórum de Macau como o 10.º país integrante.

A REM e as associadas actividades contaram com a presença de mais de cem participantes, em diferentes locais, incluindo os Políticos de Alto Nível dos governos e os oficiais das autoridades das partes integrantes, do corpo diplomático dos Países de Língua Portuguesa acreditados na China, dos média e de representantes nos diversos sectores.