Notícias

Regulador chinês recebe primeiro pedido de registo de medicamento português

A Administração Nacional de Produtos Médicos da China recebeu este mês o primeiro pedido de registo e autorização de entrada no mercado de um medicamento de patente portuguesa, avançou na terça-feira a agência noticiosa portuguesa Lusa.

Segundo o portal do regulador chinês na Internet, o pedido de registo do Ongentys, um medicamento para a doença de Parkinson desenvolvido pela farmacêutica portuguesa Bial, foi apresentado pela farmacêutica chinesa Shanghai Fosun Pharmaceutical Co. Ltd., que faz parte do conglomerado Fosun.

Em 2018, a Bial tinha assinado um acordo de licenciamento exclusivo do Ongentys no Interior da China com a Wanbang Biopharmaceutical, subsidiária da Shanghai Fosun Pharmaceutical, de acordo com a Lusa.

O acordo garantiu à Bial um pagamento inicial pela licença de 2,5 milhões de euros (US$3 milhões), acrescidos de 12,5 milhões mediante o cumprimento de “determinados objectivos”, disse na altura a empresa portuguesa.