Notícias

Grupo chinês ganha contratos do programa anti-seca em Angola

A Sinohydro Angola, uma subsidiária do grupo chinês Power Construction Corporation (Power China), conquistou três contratos no âmbito do Programa de Acções Estruturantes de Combate aos efeitos da Seca na província de Cunene, no sul de Angola.

A empresa irá receber 107,1 mil milhões de kwanza (US$276,9 milhões) para construir uma barragem em Ndúe assim como um sistema de captação de água no Rio Cunene, dois canais adutores e 20 reservatórios, referiu a agência noticiosa estatal angolana Angop.

Num comunicado, a Power China sublinhou que o Programa, dividido em seis contratos, é um dos projectos prioritários para o Governo angolano, dada a seca extrema que afectou o sul do país nos últimos anos.

A assinatura destes contratos poderá ajudar a Power China, que entrou no mercado angolano em 2004, a garantir no futuro outros projectos no sector de captação de água, refere o comunicado.