Notícias

Banco central português revê em baixa perspectiva de crescimento do país

A economia portuguesa deverá crescer menos do que o esperado nos próximos dois anos, devido a uma evolução mais fraca do que o anteriormente previsto das exportações, afirmou na quarta-feira o banco central do país.

De acordo com a mais recente projecção do Banco de Portugal, citada pela agência de notícias Bloomberg, o produto interno bruto do país europeu deverá crescer 1,7 por cento em 2016 e 1,8 por cento em 2017, valores abaixo das estimativas de 1,9 por cento e 2 por cento, respectivamente, avançadas em Junho pela instituição.

“Os principais factores de risco são a possibilidade de uma recuperação mais moderada da actividade global e dos fluxos comerciais globais, em especial nas economias emergentes”, afirmou o banco central.

O Banco de Portugal prevê que as exportações portuguesas aumentem 5,3 por cento este ano, mas espera que esse crescimento abrande para 3,3 por cento em 2016.

A instituição reviu também em baixa a sua perspectiva de crescimento económico para 2015 em Portugal, esperando agora que a economia portuguesa registe uma expansão de 1,6 por cento este ano, em comparação com a previsão anterior que apontava para um crescimento de 1,7 por cento em 2015.