Notícias

Portugal quer ser “ponto estratégico” na Rota Marítima da Seda: Presidente

O Presidente de Portugal, Marcelo Rebelo de Sousa, afirmou que o país pretende tornar-se um “ponto estratégico” da Rota Marítima da Seda para o Século XXI, de acordo com a agência portuguesa de notícias Lusa.

As declarações de Marcelo Rebelo de Sousa foram feitas numa entrevista ao jornal oficial chinês Diário do Povo.

“Portugal está disposto a mover, em conjunto com a China, todas as diligências, no sentido de se tornar um ponto estratégico da Rota Marítima da Seda [para o Século XXI]”, declarou o Chefe de Estado Português na entrevista.

A “Rota Marítima da Seda para o Século XXI” insere-se no âmbito da iniciativa “Uma Faixa, Uma Rota”, proposta em 2013 pelo Presidente chinês, Xi Jinping. O objectivo é melhorar as ligações e dinamizar o comércio entre várias economias da Ásia, do Médio Oriente, da Europa e de África, através do sector das infra-estruturas.

Marcelo Rebelo de Sousa destacou a “localização privilegiada” do porto português de Sines como “porta de entrada” para a Europa. “Este porto encontra-se numa fase de atracção de investimento e acredito que poderá oferecer inúmeras vantagens a eventuais parceiros chineses”, acrescentou o Chefe de Estado português.

No mês passado, durante uma visita a Portugal, o conselheiro de política externa do Governo chinês Lv Fengding tinha afirmado que Sines poderá vir a ser um dos destinos abrangidos pela iniciativa “Uma Faixa, Uma Rota”. O diplomata considerou que o porto é “importante para a ligação da China com a Europa e a África”, noticiou em Maio a agência Lusa.