Notícias do Fórum de Macau

Secretariado Permanente do Fórum de Macau apresenta 7.ª Semana Cultural da China e dos Países de Língua Portuguesa e outras actividades para Outubro

Realizou-se no dia 8 de Outubro, às 17:00, na Sala Multifuncional do Secretariado Permanente do Fórum para a Cooperação Económica e Comercial entre a China e os Países de Língua Portuguesa (Macau), a Conferência de Imprensa sobre a 7.ª Semana Cultural da China e dos Países de Língua Portuguesa e outras actividades a serem realizadas pelo Secretariado Permanente do Fórum de Macau em Outubro.

A Conferência de Imprensa contou com a participação das seguintes personalidades: Secretário-Geral do Fórum de Macau, Dr. Chang Hexi; Chefe da Divisão de Animação Urbana e Actividades Recreativas do Instituto para os Assuntos Cívicos e Municipais, Dr. Cheang Kai Meng; Chefe da Divisão do Turismo de Negócios e Eventos da Direcção dos Serviços de Turismo, Dra. Tong Heong In; Chefe de Divisão do Departamento para os Assuntos Económicos do Gabinete de Ligação do Governo Popular Central na RAEM, Dr. Yan Zhigang; Secretário-Geral Adjunto do Fórum de Macau (indicado pelos Países de Língua Portuguesa), Dr. Vicente Manuel; Secretária-Geral Adjunta do Fórum de Macau (indicada pelo Governo da RAEM), Dra. Echo Chan; Presidente do Instituto Português do Oriente, Dr. João Laurentino Neves; e Delegados junto do Secretariado Permanente do Fórum de Macau dos Países-Membros.

As iniciativas apresentadas durante a Conferência de Imprensa representam uma parte importante do quadro de actividades do Fórum de Macau para este ano, aproveitando a plataforma de Macau para promover a cooperação económica, comercial e cultural entre a China e os Países de Língua Portuguesa. Essas actividades estão divididas em duas partes, nomeadamente: a 7.ª Semana Cultural da China e dos Países de Língua Portuguesa; e actividades temáticas para promoção do comércio e investimento, a realizar à margem da Feira Internacional de Macau (MIF). Ambos os segmentos estão relacionados com os eixos “Uma Faixa, Uma Rota” e “Cooperação Económica Regional”.

Na Semana Cultural da China e dos Países de Língua Portuguesa, estão previstas cinco actividades: “Sabores do Mundo” dos Países de Língua Portuguesa (gastronomia); Feira de Artesanato da China e dos Países de Língua Portuguesa; Mostra de Teatro dos Países de Língua Portuguesa; Espectáculo Musical e Dança da China e dos Países de Língua Portuguesa; e Exposições de Arte Contemporânea.

No domínio da promoção comercial e ao investimento, serão igualmente realizadas cinco actividades, a saber: Fórum de Jovens Empresários entre a China e os Países de Língua Portuguesa; mesa redonda com dirigentes de Províncias e Municípios da China e dos Países de Língua Portuguesa; participação na 20.ª Feira Internacional de Macau (MIF) e instalação do Pavilhão dos Países de Língua Portuguesa, sob o tema “Oceano”; participação na 5.ª Cimeira para o Desenvolvimento Comercial e Industrial da Província de Jiangsu, Macau e dos Países de Língua Portuguesa; e sessão de apresentação sobre as oportunidades de negócio e de investimento no domínio das pescas nos Países de Língua Portuguesa.

A realização e participação do Secretariado Permanente do Fórum de Macau nas actividades mencionadas visa articular-se com a iniciativa “Uma Faixa, Uma Rota”, aproveitando a plataforma de Macau para criar novas indústrias e oportunidades de negócio ligadas à promoção económica e comercial e intercâmbio cultural. Por exemplo, através da apresentação da gastronomia dos países lusófonos, e tendo em conta que Macau é um centro mundial de turismo, pode estimular-se o aparecimento em Macau de oportunidades de negócios ligadas ao sector alimentar. O mesmo pode acontecer noutras áreas, como as artes, que poderão ajudar a desenvolver novas indústrias em Macau e reforçar o papel da cidade como plataforma. O efeito poderá ser similar nas actividades ligadas à promoção do comércio e investimento, contribuindo para a construção de “um Centro e uma Plataforma” e para o aprofundamento da cooperação regional económica entre o Interior da China, Macau e os Países de Língua Portuguesa.