Notícias do Fórum de Macau

Cerimónia de abertura do Colóquio de Gestão de Administração Pública para os Países de Língua Portuguesa

Realizou-se no dia 31 de Maio de 2016, pelas 12:00 horas, no Secretariado Permanente do Fórum para a Cooperação Económica e Comercial entre a China e os Países de Língua Portuguesa (Macau), a Cerimónia de Abertura do “Colóquio de Gestão de Administração Pública para os Países de Língua Portuguesa” do Centro de Formação do Fórum de Macau, em colaboração com o Instituto Politécnico de Macau.

A cerimónia de abertura contou com a presença do Secretário-Geral do Secretariado Permanente do Fórum de Macau, Dr. Chang Hexi, a Directora-Geral da Delegação Comercial do Departamento dos Assuntos Económico do Gabinete de Ligação do Governo Central da República Popular da China na RAEM, Dra. Chen Xing, a Coordenadora do Gabinete de Estudo de Política do Comissariado do Ministério dos Negócios Estrangeiros da República Popular da China na RAEM, Dra. Liu Yu, a Cônsul-Geral da República de Angola na RAEM, Dra. Sofia Pegado da Silva, o Cônsul-Geral da República de Moçambique na RAEM, Dr. Rafael Custódio Marques, o Cônsul Honorário da Guiné-Bissau em Macau, Dr. John Lo, o Presidente do Instituto Politécnico de Macau, Prof. Lei Heong Iok, o Secretário-Geral Adjunto do Secretariado Permanente do Fórum de Macau, Dr. Vicente de Jesus Manuel, a Secretária-Geral Adjunta do Secretariado Permanente do Fórum de Macau, Dra. Cristina Morais, a Coordenadora do Gabinete de Administração do Secretariado Permanente do Fórum de Macau, Dra. Zhang Jie, o Coordenador do Gabinete de Ligação e Delegado da Guiné-Bissau junto do Secretariado Permanente do Fórum de Macau, Engo. Malam Becker Camará e ainda os Delegados dos Países de Língua Portuguesa junto do Fórum de Macau.

O Secretário-Geral Adjunto do Secretariado Permanente do Fórum de Macau, Dr. Vicente de Jesus Manuel, a Prof. Aurélia de Almeida do Instituto Politécnico de Macau e a representante rotativa do Colóquio, Dra. Lina Maria da Silva Portugal, proferiram discursos na cerimónia de abertura.

O Colóquio terá lugar em Macau e Kunming na Província de Yunnan entre os dias 25 de Maio e 7 de Junho e inscreveram-se, nesta acção de formação, 22 técnicos e autoridades da especialidade provenientes do Brasil, Cabo Verde, Guiné-Bissau, Moçambique, Portugal e Timor-Leste.

No âmbito do Colóquio serão efectuadas várias palestras temáticas complementadas por visitas de estudo em Macau e em Kunming, incluindo oficiais do Governo da RAEM, académicos conceituados do Instituto Politécnico de Macau, e gestores especializados em matéria de gestão da Administração Macau que irão fazer apresentações sobre: o “Papel de Macau como a Plataforma entre a China e os Países de Língua Portuguesa”; o “Governo e a Administração Pública da China”; a “Administração Pública na Região Administrativa Especial de Macau – RAEM”; “Gestão dos Recursos Humanos na Administração Pública”; e “Administração Electrónica em Macau”.

Durante as palestras serão encorajadas as discussões de grupo para incentivar reflexão e aprendizagem. Serão organizadas visitas aos serviços públicos da RAEM como a Direcção dos Serviços de Administração e Função Pública, o Instituto Desporto de Macau, a Direcção dos Serviços para os Assuntos Laborais, entre outras, para trocar de experiências com os responsáveis e técnicos desses Serviços.

O programa do Colóquio consta ainda da participação no “7º Fórum Internacional sobre o Investimento e Construção de Infra-estruturas”. Aquando da visita a Kunming, os formandos participarão nas actividades da “Semana Dinâmica de Macau”, aproveitando para visitar serviços públicos e empresas do Município de Kunming, realizando sessões de intercâmbio com dirigentes dos mesmos.

O Colóquio tem por objectivo evidenciar as vantagens de Macau enquanto plataforma entre a China e os Países de Língua Portuguesa, através de palestras temáticas, visitas de estudo, sessões de intercâmbio e participação em actividades de promoção externa, reforçando a partilha de experiências na área da gestão pública entre os Países de Língua Portuguesa, o Interior da China e Macau, com base no aperfeiçoamento da capacidade de gestão administrativa e incentivo da cooperação inter-governamental, intensificando assim, o papel de Macau como a plataforma entre a China e os Países de Língua Portuguesa.