Notícias

China perdoa dívida a Moçambique

O Presidente moçambicano Filipe Nyusi revelou na terça-feira, em Pequim, que a China vai perdoar a dívida sem juros da nação africana cuja maturidade iria até finais de 2018. Filipe Nyusi não precisou o montante da dívida, segundo a Agência de Informação de Moçambique (AIM).

O Presidente disse numa conferência de imprensa que Moçambique recebeu um donativo chinês de 140 milhões de yuan (US$20,4 milhões), com 100 milhões de yuan destinados a apoiar projectos de desenvolvimento no país africano.

Segundo a agência noticiosa estatal moçambicana, Moçambique e a China assinaram durante a Cimeira do Fórum de Cooperação China-África três acordos de cooperação, incluindo um que permitirá que os frutos e vegetais moçambicanos entrem no mercado chinês.

Filipe Nyusi disse ainda que “nos próximos dias” o Ministro moçambicano das Finanças, Adriano Maleiane, vai a Pequim apresentar projectos que poderão eventualmente ser abrangidos pelo financiamento de US$60 mil milhões para o desenvolvimento de África que o Presidente chinês Xi Jinping anunciou na segunda-feira.