Notícias

Mourão promove negócios da Embraer na China

De acordo com o discurso de abertura proferido pelo vice-presidente do Brasil, Hamilton Mourão, na 6ª Sessão Plenária da Comissão Sino-Brasileira de Alto Nível de Concertação e Cooperação (Cosban), o Brasil deseja reforçar a sua presença industrial na China.

Mourão citou que a Embraer já produziu o jato executivo Legacy 650 em parceria com a empresa de aviação chinesa Harbin Embraer Aircraft Industry, mas a parceria entre os brasileiros e os chineses durou apenas de 2003 até 2017.

Por isso, o vice-presidente disse que o país conta com o apoio do governo chinês para que a Embraer possa ampliar a sua parceria em aviação comercial com empresas chinesas, retomar a sua presença local e participar no mercado aeronáutico dinâmico da China.

Actualmente, há 91 E-Jets, modelo desenvolvido pela Embraer, em operação na China, voando por 550 rotas e conectando 150 cidades a nível doméstico e exterior.