Notícias

Angola promove massificação do bilhete de identidade

O Ministro angolano da Justiça e dos Direitos Humanos, Francisco Queiroz, encorajou os conservadores e notários de Luanda a apoiarem a campanha nacional de massificação do registo e emissão do bilhete de identidade para todos os cidadãos do país.

Segundo um comunicado do Governo angolano, Francisco Queiroz previu que o novo sistema de registo civil irá registar o nascimento de 12 milhões de angolanos até 2022.

A campanha vai requerer a abertura de mais postos de registo civil, para aproximar os serviços da população, sublinhou o governante, que falava na capital angolana na quarta-feira.

O novo sistema vai também permitir um aumento de receitas para o Estado, acrescentou o Ministro.

A empresa estatal chinesa China National Electronics Import & Export Corp venceu o contrato para implementação do sistema de registo civil angolano e construiu o Centro Nacional de Produção e Controlo do Bilhete de Identidade, inaugurado em Novembro passado.