Notícias

Moçambique quer mais cooperação com China para acelerar recuperação económica

Moçambique quer reforçar a cooperação com a China contra a pandemia da COVID-19, para promover a recuperação da economia local, avançou a Embaixada chinesa em Maputo.

O Ministro da Saúde, Armindo Tiago, e o Ministro dos Recursos Minerais e Energia, Ernesto Tonela, apelaram a uma maior cooperação bilateral, numa reunião com o Embaixador chinês em Moçambique, Wang Hejun, na segunda-feira.

Armindo Tiago elogiou a contribuição chinesa para o programa global de vacinação que tem ajudado os países africanos, incluindo Moçambique, a obter vacinas contra a COVID-19.

A China auxiliou Moçambique a relançar projectos bilaterais que haviam sido suspensos no início da pandemia, notou Ernesto Tonela, que apelou a uma maior cooperação na área dos recursos minerais e energia.

Wang Hejun prometeu reforçar a cooperação sino-moçambicana contra a COVID-19, nomeadamente ajudando Moçambique a obter mais doses de vacinas de produção chinesa, disse a Embaixada num comunicado divulgado na terça-feira.