Notícias

Moçambique lança administração de segunda dose de vacina chinesa contra COVID-19

Moçambique começou ontem a administrar em todo o país a segunda dose de uma vacina chinesa contra a COVID-19, no âmbito da campanha de imunização da nação africana.

Para tal, os moçambicanos devem apresentar-se nos postos de vacinação onde receberam a primeira dose, explicou Benigna Matsinhe, Directora Nacional Adjunta da Saúde Pública no Ministério da Saúde.

Segundo o diário moçambicano Jornal Notícias, a responsável acrescentou na terça-feira que as pessoas devem verificar nos cartões de vacinação a data indicada para a segunda dose, a qual deve ser tomada 21 dias após a primeira.

Moçambique já recebeu 700 mil doses de uma vacina desenvolvida pelo laboratório chinês Sinopharm Group Co. Ltd, avançou em meados de Agosto a Embaixada da China em Maputo.

Estas doses permitiram lançar a 4 de Agosto a vacinação de todos os moçambicanos com mais de 49 anos, assim como dos funcionários e agentes do Estado, motoristas e cobradores dos transportes públicos e professores.