Notícias

Mineradora brasileira vai fornecer baterias a motorizadas eléctricas chinesas

A Companhia Brasileira de Metalurgia e Mineração (CBMM) anunciou que irá fornecer baterias de nióbio para motorizadas eléctricas que serão fabricadas no Brasil pelo grupo chinês Horwin Global.

Rogério Marques Ribas, Gerente do Programa de Baterias da CBMM, disse que a empresa prevê produzir quatro mil baterias para testes, antes de iniciar a fase de produção industrial.

A CBMM vai investir 70 milhões de reais (US$15 milhões) na parceria com o Horwin Global e espera vender 500 toneladas de óxido de nióbio em 2022, muito mais do que as 50 toneladas vendidas em 2021.

Segundo a agência noticiosa Reuters, o Horwin Global vai investir 100 milhões de reais na parceria e espera vender 100 mil motorizadas eléctricas com baterias de nióbio no Brasil até 2024.

Um consórcio formado por cinco empresas chinesas adquiriu, em 2011, uma participação de 15 por cento na CBMM.