Notícias

Mineradora aponta a Angola para reduzir custos de envio de cobre para a China

A Ivanhoe Mines está a estudar uma rota alternativa, através de Angola, para reduzir os custos do envio de cobre da República Democrática do Congo para a China, disse o Co-Presidente da mineradora canadiana, Robert Friedland.

Segundo a agência noticiosa Reuters, a Ivanhoe opera a mina de Kamoa-Kakula, no sul do Congo, e actualmente envia o cobre em camiões para o porto de Durban, na África do Sul.

Robert Friedland disse na quarta-feira que a logística do transporte do cobre para China representou 29 por cento dos custos registados pela Ivanhoe no último trimestre de 2021.

Angola “é um terço da distância e uma nova linha angolana de caminhos-de-ferro vai aproximar-nos ainda mais do oceano”, disse o executivo à Reuters.

Robert Friedland disse que a Ivanhoe está a trabalhar com o seu parceiro na ‘joint venture’, a chinesa Zijin Mining Group Co. Ltd., para reduzir os custos de operação.