Notícias

Macau, Guangzhou e Portugal unem esforços para traduzir primeira crónica de um chinês sobre Portugal

O Observatório da China em Portugal, a Universidade de Macau e a Academia de Ciências Sociais de Guangzhou, na China Continental, estão a traduzir a primeira crónica de um chinês sobre Portugal e a Europa, escrita no final do século XVIII, avançou o Hoje Macau.

Segundo o jornal de língua portuguesa de Macau, o projecto pretende publicar a crónica em chinês moderno, português e inglês, em papel e em formato digital. A iniciativa é apoiada pela Fundação Macau.

A crónica foi escrita por um náufrago chinês que foi salvo por uma embarcação portuguesa e acabou por passar 15 anos na Europa antes de regressar a Macau, explicou na semana passada o Presidente do Observatório, Rui Lourido.

O Observatório está ainda a desenvolver uma biblioteca digital de acesso gratuito, que já conta com mais de 200 mil páginas de obras publicadas entre os séculos XVI e XIX sobre Macau e a China, num projecto também apoiado pela Fundação Macau.