Notícias

LongPing acelera obras para quintuplicar a produção de milho

A LongPing High-Tech, subsidiária brasileira LongPing AgriScience, prevê quintuplicar a sua capacidade de produção de sementes, passando de 4 milhões para 20 milhões de sacos. O objectivo é assumir a liderança no mercado de sementes de milho. As obras devem ser concluídas até Setembro.

Segundo o presidente da LongPing High-Tech, Aldenir Sgarbossa, o Brasil está a caminhar para uma área plantada de 30 milhões de hectares de milho e a expansão vai ocorrer em Mato Grosso e no Nordeste do país. Por isso, a empresa investe forte em Mato Grosso para atender o Centro-Oeste, Maranhão, Piauí, Tocantins e Pará.

A partir do Brasil, a companhia pretende expandir a venda de sementes para outros países. A LongPing já possui centros de pesquisas e trabalho de adaptação dos híbridos de milho nos Estados Unidos, na própria China, Paraguai, Argentina e Chile. No Paraguai, as sementes de milho começarão a ser comercializadas este ano. Na sequência, deverá ser aberto explorado o mercado norte-americano.