Outras Informações

IPIM promove desenvolvimento do Centro de Convenções e Exposições para a Cooperação Económica e Comercial entre a China e os Países de Língua Portuguesa

Com vista a desenvolver o seu posicionamento como “Um Centro” (centro mundial de turismo e lazer) e “Uma Plataforma” (plataforma de serviços para a cooperação económica e comercial entre a China e os Países de língua Portuguesa), Macau encontra-se a envidar os melhores esforços na construção do Centro de Convenções para a Cooperação Económica e Comercial entre a China e os Países de Língua Portuguesa. O Instituto de Promoção do Comércio e do Investimento de Macau (IPIM), enquanto organismo do Governo da RAEM, vocacionado para a promoção do comércio e do investimento do exterior, para além de desenvolver activamente o Portal para a Cooperação na Área Económica, Comercial e de Recursos Humanos entre a China e os Países de Língua Portuguesa (Portal de Informação) e disseminar informações mais recentes sobre convenções e exposições, presta também apoio às empresas sedeadas no Interior da China, nos Países da Língua Portuguesa e em Macau para participarem em diferentes convenções e exposições, e atrair para Macau convenções e exposições de nível internacional.

Informações sobre convenções e exposições facilmente obtidas através de meios on-line e off-line

Organizado pelo Ministério do Comércio da República Popular da China e pela Secretaria para a Economia e Finanças da Região Administrativa Especial de Macau, coordenado pelo Instituto de Promoção do Comércio e do Investimento de Macau, e tendo como entidade de cooperação especial o Secretariado Permanente do Fórum para a Cooperação Económica e Comercial entre a China e os Países de Língua Portuguesa (Macau), foi lançado em 1 de Abril do corrente ano, o Portal para a Cooperação na Área Económica, Comercial e de Recursos Humanos entre a China e os Países de Língua Portuguesa. Para além da disponibilização de informações on-line sobre os produtos alimentares dos países lusófonos e de talentos bilingues em chinês e português, através do referido Portal, os utentes poderão também encontrar informações actualizadas sobre convenções e exposições que se realizam no Interior da China, nos países de língua portuguesa e em Macau. Correspondendo às funções on-line do Portal de Informação, o IPIM organiza activamente, a participação de empresas da China Continental, dos Países de Língua Portuguesa e de Macau em convenções e exposições que se realizam nessas localidades, divulgando assim o ambiente de investimento e os produtos dos mesmo, bem como irá ajudar as empresas destes países e regiões a entrarem nos mercados chineses e lusófonos.

Desde 2014, já foram organizadas ao todo 16 actividades de exposição mútua e visitas de estudo, onde participaram empresas do Interior da China, dos Países de língua Portuguesa e de Macau. Entre estas actividades destacam-se, a participação na 20.ª edição do Salão Alimentar do Sector Alimentar e Bebidas (SISAB 2015), que teve lugar em Portugal em Março do corrente ano, a participação no Fispal Food Service 2015, realizado em Brasil em inícios de Junho e a participação na 32.ª edição da Feira Internacional de Luanda (FILDA), ocorrida na segunda quinzena de Julho. No final do corrente mês, o IPIM irá liderar uma delegação comercial para participar na Feira Internacional de Moçambique (FACIM) e em Setembro, outra delegação irá participar na Feira Internacional do Comércio e do Investimento da China 2015 (CIFIT, na sigla inglesa). No decorrer dessas actividades, irão ser realizados seminários de intercâmbio para a promoção do Portal de Informação e dos “Três Centros”, com vista a desenvolver a função de “Um Centro e Uma Plataforma” assumida por Macau.

Abertura de novos mercados através da participação em exposições

Através das convenções e exposições organizadas pelo IPIM, o empresário português Alberto Carvalho Neto conseguiu com sucesso introduzir produtos dos países lusófonos nos mercados de Macau e do Interior da China, e, ao mesmo tempo, introduzir os produtos do Interior da China nos Países de Língua Portuguesa, concretizando o comércio triangular. Noutro caso, o responsável de uma empresa de construção e de materiais de construção de Macau, Chan Keng Fu, que irá integrar a delegação comercial organizada pelo IPIM para participar na FACIM, conseguiu no ano passado, através da participação no Fórum e Exposição Internacional de Cooperação Ambiental (MIECF, na sigla inglesa), tornar-se na primeira empresa de Macau a ter projectos de habitação em Moçambique, tendo igualmente conseguido ser o representante oficial de duas marcas de materiais de construção do Interior da China para os mercados do continente africano, Países de língua Portuguesa e Macau.

Será realizada pela primeira vez, na Feira Internacional de Macau, a “Exposição de Produtos e Serviços dos Países de Língua Portuguesa”

Durante a 20.ª Feira Internacional de Macau (MIF, na sigla inglesa), a realizar no próximo mês de Outubro, será realizada pela primeira vez a “Exposição de Produtos e Serviços dos Países de Língua Portuguesa”, estimando-se que irá ocupar uma área total de dois mil metros quadrados. Nesta Exposição, empresas de países de língua portuguesa e organizações profissionais, inscritas junto ao Portal de Informação, irão expor os seus produtos e serviços ao público durante a MIF. Durante a Exposição, estão planeadas a realização de sessões de intercâmbio e bolsas de contactos, como forma de intensificar a função on-line e off-line do Portal de Informação, para além da promoção do intercâmbio e da cooperação entre as empresas da China, dos Países de Língua Portuguesa e Macau.

Fonte : Instituto de Promoção do Comércio e do Investimento de Macau