Notícias

Grupos chineses interessados na exploração do Corredor do Lobito visitam infra-estrutura

Representantes dos grupos estatais chineses CITIC Group Corp. e China Railway 20 Bureau Group Corp. (CR20) estão a visitar as instalações do Corredor do Lobito, infraestrutura ferroviária ligada ao transporte de grandes cargas no âmbito da província de Benguela, em Angola.

Os grupos chineses estão entre as cinco empresas que já manifestaram interesse no contrato para concessão, gestão partilhada, manutenção das infra-estruturas ferroviárias, serviços de transporte de mercadorias e de logística de suporte do Corredor do Lobito. Nos termos da concessão, com uma duração de 30 anos, está também prevista a integração do Terminal Mineraleiro do Porto do Lobito.

O Gabinete Institucional e Imprensa do Porto do Lobito disse à Angop na quarta-feira que os representantes das empresas já visitaram o terminal e irão ainda viajar de comboio até Luau, junto à fronteira com a República Democrática do Congo.

O concurso para a atribuição da concessão foi lançado a 7 de Setembro, sendo que o prazo de submissão de propostas termina a 7 de Dezembro, sublinhou a agência noticiosa estatal angolana.

O Corredor do Lobito foi oficialmente entregue às autoridades angolanas em Outubro de 2019, após reconstrução – um investimento de US$1,83 mil milhões – liderada pelo CR20.